O chuveiro e o jorro de prazer

Depois de um dia exaustivo, ela não via a hora de tomar um banho.

Apagou as luzes do quarto e do banheiro, esperou a água ficar bem quentinha, tirou toda a roupa e foi calmamente para debaixo do chuveiro.

Poucas coisas eram capazes de relaxá-la mais do que um banho no escuro.

Enquanto deslizava o sabonete pelo corpo, de olhos fechados sentia os pensamentos se esvaindo da mente.

Tudo ia maravilhosamente bem quando, de repente, seu devaneio foi interrompido.

Um grito estridente de susto rompeu o silêncio delicioso em que se encontrava e saiu do fundo de suas entranhas.

– Você não disse que queria tomar um banho comigo qualquer dia desses? Aqui estou.

Então eram deles aquelas mãos que surgiram do nada e agora a envolviam por trás.

O respiro de alívio mal teve tempo de sair, porque rapidamente foi sufocado por sussurro de prazer.

É que ele habilmente há havia envolvido os seios dela com suas mãos macias.

Como ele era bom naquilo…

Toques delicados e lentos no biquinho do peito se alternavam beliscos leves e sexy.

Enquanto isso, ele a provocava com lambidas e mordidas nas orelhas e pescoço.

Volta e meia, ele ameaçava descer as mãos para a fonte de prazer dela.

E começava aquela deliciosa tortura novamente.

Ela nunca havia conhecido alguém capaz de despertá-la daquele jeito…

Quando ela sentiu roçar em suas costas aquele pau delicioso latejando de tão duro, ela já estava mais do que molhada para recebê-lo dentro de si.

Institivamente, ele a curvou para frente, fazendo-a apoiar as mãos na parede do banheiro.

Ao ver aquela bunda gostosa e aquela bubu rosadinha, ele segurando-a com força pelos quadris e meteu de uma só vez, enterrando aquela pica grande e grossa dentro dela.

Ela foi ao êxtase de tanto prazer.

– Me come, seu gostoso. Mete com força. Me faz gritar de tanto prazer.

– Você gosta de ser pega de surpresa, né, sua safada? Agora você vai ver o que é bom pra tosse.

Com força e habilidade, ele a puxou para mais perto e começou a bombar gostoso.

Cada vez mais forte. Cada vez mais rápido.

A respiração dos dois foi se acelerando no mesmo ritmo até que, em um grito, ele chegou ao ápice do prazer.

Enquanto jorrava seu líquido quente pra dentro dela, usou os dedos para estimulá-la ainda mais.

Foi o suficiente para em segundos arrancar dela um delicioso orgasmo.

Exaustos, finalmente ficaram cara a cara trocaram um beijo longo, e finalmente começaram a se banhar.

LEIA TAMBÉM NOSSOS POSTS:

Trepar com hora marcada salva casamento?

Aprenda: chupeta nota 10!

Dica pra chegar ao primeiro orgasmo

O cara é meia bomba. E agora?!?

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s