A dor que compensa

Longe de mim ser masoquista, mas convenhamos, a depilação é, de fato, uma dor que compensa.

Todas as vezes que me vejo na frente da depiladora, na posição frango assado, me pergunto o que estou fazendo lá.

A cada puxada de cera imagino por que raios me submeto a tamanho sofrimento.

Mas ao final, quando deixo meus dedinhos passearem pelas partes baixas…

…me dou conta de quão recompensador é aquele sofrimento todo.

Fica tão macio!

Tão gostoso!

Tão limpinho!

Gente, convenhamos, mulher peluda é uó!!!

Não há nada pior do que nêga com síndrome do coelhinha.

Já os rapazes, bem… Sou adepta do “ao natural“.

Homem que se depila está mais pra lá do que pra cá.

Pronto, falei.

LEIA TAMBÉM:

Depenando o fiofó

Um viva aos peitos cabeludos!

Contradição cabeluda

1 Comentário

  1. Eu gosto de homem que pelo menos corta os pelos….


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s