A polêmica do cabaço

Cena 1

–  Leitor Pimpão, vc já desvirginou alguém?

– Sim, Donna, duas meninas. De uma, inclusive, tirei os dois lacres.

– Uaaaaau!!! E que tal?

– Foi ótimo.  Ser o primeiro de uma mulher é sempre algo que mexe com a fantasia da homarada.

Cena 2

– Qual o seu maior trauma na cama,  Leitor Serelepe?

Tirar o cabaço de uma menina.

– Ops, entendi bem?

– Sim, sim, Donna. Ela não me disse que era virgem, eu fui com tudo e depois não sabia o que fazer com tanto sangue. A menina praticamente teve uma hemorragia! Foi a pior experiência da minha vida.

Prólogo

Tema controverso esse.

Eu, que sempre imaginei que tirar o cabaço de uma menina era uma fantasia unânime entre todos os homens, fiquei atônita com a experiência do Leitor Serelepe.

Mais boquiaberta fiquei quando descobri que há vários homens que, assim como ele, preferem as iniciadas.

As justificativas são das mais diversas: na hora de terminar o relacionamento é mais fácil, pq as iniciadas não grudam em vc;  as que já estrearam  já sabem o que fazer na cama, já perderam pudores e medinhos, e por aí vai.

Epílogo

Vai entender…Depois mulher que é um bicho complicado

2 comentários

  1. É aquela coisa, para ficar junto querem uma “Zero quilômetro” pois tem certeza que não teve ninguém e você não é o “restos dos outros”. hehehe Agora se é só para “aquilo” querem uma já iniciada pois homem honrado não tira cabaço de moça para ser usada depois pelos outros e uma já iniciada muitas vezes pode não exigir um relacionamento ou nem pensar em um.


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s