Conto erótico: alta voltagem no trilho

Ela estava alucinada. Precisava de sexo. O quanto antes. De qualquer jeito.
Com o coração acelerado, saiu do trabalho.
Como que no piloto automático, caminhou até o metrô.
(…)
Distraída, começou a pensar nas últimas transas que tivera.
De olhos semi-cerrados, sorria safadamente, com a imaginação voando solta.
Foi quando percebeu que estava sendo observada.
Rapidamente, ele sentou-se ao seu lado, puxou a cabeça para perto e deu-lhe um beijo molhado e sensual.
Sem descolar seus lábios dos dela, projetou seu tronco para cima do dela, cobrindo-a por inteiro.
Sua mão esquerda segurava a cabeça dela contra a dele, dando margem para que a mão direita safadamente começasse a passear sobre o corpo dela, sem que ninguém notasse.

Leia a íntegra do conto

LEIA TAMBÉM:

A nêga dorme sem calcinha e o cara não faz nada?

Procon do sexo

O desejo versus o mandamento da lei de Deus

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 761 outros seguidores